O QUE VOCÊ DEVE FAZER AO OLHAR UM WORKOUT

mindset & estilo de vida, mindset invictus, motivação -

O QUE VOCÊ DEVE FAZER AO OLHAR UM WORKOUT

Por Nichole DeHart

Você chega no box, olha para a lousa e já dá aquele arrepio. É o workout que você menos gosta (ou movimento) que está lá. Você sabe que vai ter que fazer, e por isso você não está feliz... Saiba que você não está sozinho - isso acontece com TODOS! Porém algumas pessoas crescem nessa situação. Essas são as treinadas mentalmente e que conseguem controlar a cabeça para aguentar dias e workouts como esses. Ainda mais, essas pessoas normalmente se dão muito bem em workouts que possuem alguma fraqueza delas, porque elas são muito determinadas em se superar. Essas pessoas contamos nos dedos, e se você não é uma delas, como você pode abordar as suas fraquezas com um mindset mais forte?

Aqui vão alguns passos para você seguir quando chegar num workout que tenha alguns elementos que você não gostaria que tivesse:

1. Mude o seu mindset antes do treino. Conversas internas podem ser muito poderosas e ao mesmo tempo podem ser ruins. Você não precisa forçar nisso, mas alguns pensamentos positivos serão muito mais benéficos do que você se jogar lá para baixo. Dizer coisas como 'eu consigo', 'vai ser fácil', 'mais uma rep' são formas de ter pensamentos positivos. Continuar com 'volte para a barra', 'você vai conseguir', etc vai ajudar você a continuar evoluindo no workout.

2. Divida o workout. Muitas vezes um workout mais longo pode ficar na sua cabeça. Ao invés de olhar ele por inteiro como um workout longo e cansativo, quebre em pequenas porções. Por exemplo, se você for fazer vários AMRAPs foque apenas no primeiro deles. O segundo e o terceiro não devem estar na sua cabeça enquanto você está realizando o primeiro. Caso você pense neles, foque no que está acontecendo no momento. Se distrair pode ser cansativo, então foque no que você está fazendo. Cada rep realizada levará você mais próximo do final.

3. Não se prenda ao seu ego. Muitos de nós não tentam novas coisas ou sabem que não são bons em algumas coisas e acabam não fazendo. Então deixa eu te dizer uma coisa, você NÃO vai melhorar fugindo das suas fraquezas. Comparando você com os outros e se preocupando sobre o fracasso com certeza vai impedir que você tenha sucesso. Abandone a ideia de que você precisa ser bom em alguma coisa antes de tentar.

4. Mude o seu ponto de vista. Use o treino como uma oportunidade de trabalhar na sua fraqueza e não como uma oportunidade de ir super bem. Não é uma coisa ruim quando existe um movimento que você não é bom. Aliás, é uma coisa boa! Você precisa praticar ele, então use essa sessão de treinos para melhorar.

5. Tenha confiança. Quanto mais ficamos duvidando de nós mesmos, mais vamos caminhar em direção a mediocridade. Você não precisa ser convencido, mas ter um pouco de confiança é crucial quando você está fazendo algo que não se sente confortável. Mesmo que você não tenha confiança ainda, você deve FINGIR que tem. Você pode não ter confiança em algum movimento específico, mas você tem confiança na sua habilidade de aprender e melhorar. Uma vez que você começar a dizer para si mesmo 'nunca vou conseguir fazer isso' ou 'sou muito pesado para fazer movimentos ginásticos' você está se limitando. E você está certo, uma vez que isso passar pela sua cabeça, ficará difícil evoluir. Portanto, elimine esses pensamentos limitantes e substitua-os por pensamentos de confiança. Confie em sua habilidade de aprender, adaptar e evoluir.

O nosso maior limite somos nós mesmos. Corte esses pensamentos negativos e vá treinar com um mindset amplo e crescente. Se você fizer isso, você irá ultrapassar qualquer limite que você achava que tinha.


Deixe um comentário